Cópia de Cópia de Cópia de Cópia de Cópi
Cópia de Cópia de Cópia de Cópia de Cópi
Cópia de Cópia de Cópia de Cópia de Cópi

V CONGRESSO INTERNACIONAL DE LITERATURA E ECOCRÍTICA

POÉTICAS DO COTIDIANO: ANIMAIS E MEIO AMBIENTE

POETICS OF EVERYDAY LIFE: ANIMALS AND THE ENVIRONMENT


Antes do florescente campo dos estudos humanísticos sobre animais, intelectuais associados a diferentes culturas em diferentes épocas expressaram sua preocupação com a perturbadora relação entre a sociedade humana e os não humanos. A teoria sociológica, crítica inicial que manifestava a exploração de animais nas sociedades humanas, defendia a tese de que a dominação de animais está intimamente associada à dominação de seres humanos, especialmente, das mulheres, das minorias raciais e étnicas. Essas premissas foram debatidas entre as principais figuras da Escola de Frankfurt - Marx Horkheimer, Theodor Adorno e Herbert Marcuse - e nada menos que nas abordagens interdisciplinares de Walter Benjamin. Todos eles criticaram o pensamento instrumentalista ocidental em relação aos animais e, juntos, defenderam o exercício da compaixão pelos animais. Com base nesses pressupostos essencialmente teóricos, o V Congresso Internacional de Literatura e Ecocrítica e a III Conferência Bienal da ASLE Brasil acolherão propostas críticas interdisciplinares capazes de estabelecer diálogos baseados desde o pensamento da Escola de Frankfurt aos Estudos Animais Contemporâneos, que poderão nos levar a considerar a defesa teórica de animais não humanos. Críticos como Derrida, Donna Haraway, Cary Wolfe e outros podem também ser considerados pontos de partida para a reconceitualização das diferenças entre os não humanos e humanos, outridade e subjetividade. Desse modo, o objetivo principal deste Congresso é propor reflexões sobre a brutalização que vitimiza os não humanos, evidenciando esforços coletivos para o desenvolvimento de uma sociedade mais racional e justa no que se refere principalmente à integridade dos seres não humanos.

Ademais, durante o ano de 2020, quando eclodiu a pandemia da COVID-19, ficou mais evidenciada a opressão sofrida pelos humanos e pelos não humanos, sobretudo animais domésticos abandonados, famintos, perambulando pelas ruas e à mercê da generosidade da população. No que diz respeito à situação dos humanos, os mais economicamente vulneráveis encheram os hospitais e ficaram expostos a condições de maior miserabilidade, seja do ponto de vista da manutenção de empregos ou da defesa da integridade física e emocional. Assim, o Congresso busca ampliar as reflexões que envolvem os diversos temas que dialogam diretamente com este momento histórico.

Para mais informações, acesse o link: https://doity.com.br/vcile


(Fonte: https://doity.com.br/vcile)

Posts Relacionados

Ver tudo
Design sem nome (1).png